ECONOMIA DO MAR

A Zona Económica Exclusiva (ZEE) dos Açores, com uma área de aproximadamente 1.000.000 km2, representa 55% da ZEE portuguesa e cerca de 15% da ZEE europeia.

 

A considerável dimensão desta zona e a riqueza dos seus fundos com grande potencial de exploração de recursos raros e preciosos. a elevada qualidade e diversidade da safra regional e o posicionamento geográfico do arquipélago, a existência de portos comerciais em todas as ilhas, são estímulos ao investimento neste setor.

 

Portos, Transportes e Logística

 

A utilização do sistema portuário dos Açores como plataforma logística atlântica, aproveitando a localização e as infraestruturas existentes, potencia a criação de uma rede estruturada e competitiva de serviços logísticos, em interligação com redes internacionais de transporte e distribuição, aproveitando os portos comerciais para abastecimento e distribuição, especializado em navios de grande porte, os portos regionais para transporte e movimentação de mercadorias e apoio à náutica de recreio e navios de cruzeiro de menor dimensão e os portos locais vocacionados para a pesca e para a náutica de recreio.

 

Construção e Reparação Naval

 

Pela sua localização, o arquipélago dos Açores é um ponto de confluência para as embarcações que navegam no Atlântico, sendo recorrentes as deslocações às ilhas para abastecimentos e reparações.

 

Pescas e Indústria Do Pescado

 

A elevada qualidade e diversidade da safra regional e o posicionamento geográfico do arquipélago, são favoráveis à realização de investimentos na preparação e transformação de pescado e na modernização da frota pesqueira.

 

Indústria das Conservas de Atum

 

A indústria de conservas de atum açoriana ocupa uma posição de destaque nas exportações do arquipélago, estando os seus produtos presentes em cerca de 30 países.

 

Como valorização e reconhecimento ecológico, a pesca artesanal do atum nos Açores, conhecida como “Salto e Vara”, é certificada desde 1998 pela organização não governamental Earth Island Institute como sendo “Dolphin Safe”, devido às suas caraterísticas pouco predatórias, e desde 2001 como “Friend of the sea”, sendo a primeira pesca do atum no mundo a ser galardoada com este tipo de certificação.

 

Aquicultura

 

O mapeamento das áreas com elevado potencial para a aquicultura no arquipélago realizado pelo Governo dos Açores, o conhecimento científico existente nesta área e a disponibilidade de laboratórios equipados e espaços administrativos para novas empresas, tornam esta área muito apetecível.

 

Investigação, Inovação e Desenvolvimento

 

A recente exploração científica dos fundos marinhos demonstrou a existência de recursos metálicos associados aos campos hidrotermais. Das várias missões oceanográficas internacionais resultou a descoberta de cinco campos hidrotermais ativos (Menez Gwen, Lucky Strike, Saldanha, Rainbow e Moytirra) localizados nos mares dos Açores.

PT